Negócios em Foco

Casos de câncer em crianças e jovens representam até 3% do total na população brasileira


São Paulo 15/09/2020 11h57

Setembro Dourado é o mês de alerta para o câncer em crianças e jovens

Nas crianças e adolescentes os cânceres mais frequentes são as leucemias, tumores do sistema nervoso central e linfomas. Mas também podem aparecer tumores na região da cabeça e pescoço e na glândula tireoide, alerta o Dr. Flavio Hojaij, cirurgião de cabeça e pescoço, livre docente da Faculdade de Medicina da USP.

Anualmente 12 mil crianças e jovens de até 19 anos são diagnosticadas com câncer no Brasil. Segundo o INCA, os casos representam entre 1 e 3% dos casos totais de câncer.

A Campanha, criada pela Sociedade Brasileira de Pediatria, quer chamar a atenção para essa cruel realidade.

Consultas regulares ao pediatra podem diagnosticar os vários tipos de câncer, no início, precocemente, para que o tratamento se inicie rapidamente e haja melhor chance de cura.

O câncer é a primeira causa de morte por doença entre crianças e jovens. Geralmente evolui muito rápido e é muito agressivo, apesar de, em alguns casos, responder melhor à quimioterapia.

Mesmo não sendo muito frequente, o câncer de cabeça e pescoço também atinge crianças e jovens.

Segundo o Dr. Flavio Hojaij, “o câncer infantil sempre é um evento trágico. Não é uma faixa etária onde nós esperamos lidar com uma doença que traz tantas angústias. Vez ou outra – não é muito frequente, ainda bem -, o câncer infantil pode se manifestar na região da cabeça e pescoço. Algumas vezes o tratamento é absolutamente oncológico, ou seja, com quimioterapia e radioterapia. Mas às vezes ele é cirúrgico. E mesmo os melhores cirurgiões pediátricos têm dificuldade na região da cabeça e pescoço. Então o cirurgião de cabeça e pescoço, que aceita esse desafio, muitas vezes tem que participar de uma equipe de tratamento de um câncer infantil nessa região. Eu aceito bastante esse desafio, até porque a cirurgia pediátrica sempre foi uma especialidade que me atraiu muito. E muitas vezes esses tumores são realmente desafiadores. De qualquer maneira cabe aqui um relato para que as pessoas prestem atenção. É raro, mas o câncer infantil pode acontecer na cabeça e pescoço e também na glândula tireoide”.

Sobre o médico:

O Dr. Flavio Hojaij é Professor Livre Docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e é credenciado nos principais hospitais de São Paulo, como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Oswaldo Cruz, Hospital São Luiz e Hospital BP Mirante. Foi Professor Visitante do Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Foi diretor científico e secretário da SBCCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço) e atua em campanhas públicas para a população, como o “Programa Corujão da Saúde”, da Prefeitura da Cidade de São Paulo, quando são operados, em horários alternativos, centenas de pacientes agendados pelo sistema público. Em 2018 sua equipe realizou 97 cirurgias pelo Corujão da Saúde.

Nesse momento de pandemia o Dr. Flavio Hojaij tem atuado junto aos alunos de várias faculdades de medicina, com esclarecimentos e orientações em plataformas online.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com