Negócios em Foco

Para economizar, motorista pode fazer cálculo do custo por quilômetro rodado


João Pessoa, PB. 19/02/2021 17h08

De acordo com o presidente do Sindalcool-PB, fazer a regra da diferença de 70% entre preços da gasolina e etanol não é adequado.

AdobeStock

Algumas pessoas ainda utilizam a velha regra da diferença de 70% nos preços, que ensinava que só valeria a pena abastecer com etanol se o biocombustível estivesse a 70% do preço da gasolina. Essa regra é ultrapassada e não se adapta mais à realidade de hoje. O consumidor deve levar em conta o consumo energético do seu carro. Para isso, basta pesquisar a média de consumo do carro e o valor médio do combustível. Com os números em mãos, divide-se o preço pelo consumo.

Usando como exemplo um veículo que garante 10,1 km/l com etanol e 14,3 km/l com gasolina. Com o preço do etanol a R$ 3,92 por litro e o consumo do veículo de 10,1 Km/litro, o cálculo fica 3,92 / 10,1 = 0,38. Portanto, cada quilômetro custa R$ 0,38 com etanol. É importante ressaltar que, em média, um veículo com etanol emite 53g, por quilômetro rodado, de dióxido de carbono (CO₂) na atmosfera, ao contrário de 139g/km de CO₂ emitido pela gasolina.

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool-PB), Edmundo Barbosa, a antiga regra do 70% só se refere ao poder calorífico entre os combustíveis, não em relação ao rendimento.

“Essa regra dos 70% se referia à comparação do poder calorífico entre os combustíveis. Naquele tempo, a eficiência energética era desprezada e os custos sociais do petróleo também. O lobby do petróleo sempre divulgou essa comparação que nada tem a ver com o desempenho e a economia dos veículos e com a vantagem no prolongamento dos investimentos dos consumidores com etanol. Observamos que os motoristas de aplicativos usam etanol em razão do custo menor por quilômetro rodado. E a vida mais longa dos motores. Em geral, eles dirigem com velocidade moderada e sem arrancadas ou freadas bruscas para economizar mais. As empresas locadoras de veículos também recomendam usar etanol”, pontua Edmundo.

O etanol é um biocombustível que polui 80% menos do que a gasolina. A queima de combustíveis fósseis (gasolina/diesel) produz toneladas de dióxido de carbono anualmente, que aumentam os efeitos do aquecimento global e contribuem para catástrofes ambientais. O abastecimento com etanol torna possível ao consumidor reduzir as emissões de forma consciente, fazendo a sua parte.

Para destacar as vantagens do etanol, o Sindalcool-PB lançou o movimento “Coompleta com Etanol”. Através dos sites coompleta.com e do perfil no Instagram @coompletacometanol, o consumidor pode ficar por dentro das informações e dos benefícios sociais, ambientais e mecânicos do uso do etanol.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com