Negócios em Foco

People First: em tempos de Covid-19, escute o seu colaborador


Itajaí 08/04/2020 17h01

Não há como escapar: nos noticiários, nas redes sociais, na conversa rápida com o porteiro, só se fala de coronavírus. A pandemia que atingiu o mundo inteiro botou nossas vidas de cabeça para baixo e centenas de empresas precisaram se readaptar para garantir a segurança de seus colaboradores. Diante desse cenário, é inevitável que os líderes se perguntem: qual é o meu papel? Como posso ajudar minha equipe em um cenário de crise sem precedentes?

Acredito que um dos principais papéis de um líder, começando pelo CEO, é criar um senso de confiança com sua equipe. Uma pesquisa do Edelman Trust Barometer 2020 mostrou que a confiança é baseada em três pilares: competência (fazer as coisas bem), ética (ser honesto, justo e coerente com seu propósito) e voz (dar às pessoas a chance de fazer parte).

Para conseguir minimizar os efeitos dessa crise, independente das decisões que a empresa escolheu tomar, os líderes precisam agir baseados nesses pilares. Ainda segundo a pesquisa da Edelman, as pessoas enxergam que as empresas são mais competentes que o próprio governo. Então esse é um momento de ser responsável e praticar a escuta ativa: ouça seus colaboradores, pergunte seus medos e anseios e sempre se comunique de forma clara e direta sobre os reais riscos e impactos do Covid-19 em suas famílias e no negócio.

Nós estamos passando por um momento em que as pessoas estão sendo assombradas por medos de todas as partes — seja pela doença, pelo risco de vida de alguém querido, ou mesmo pelo desemprego que pode acontecer por conta de uma crise financeira.

Por isso reforce o propósito da sua empresa com todos, relembre por que ela existe e por que ela é importante para esse mundo. Na Pulses, por exemplo, existimos porque acreditamos no potencial das pessoas, e nós sempre deixamos isso muito claro para todos os colaboradores. É o momento de propiciar condições seguras para que as pessoas possam fazer seu melhor, apesar de todas as incertezas. São nesses cenários de grandes restrições que soluções criativas costumam se desenvolver, então sempre incentive novos olhares sobre o negócio e o cotidiano da empresa.

Por fim, acredito que um mindset de People First é essencial para qualquer líder, especialmente em momentos delicados como o que estamos vivendo. Há tempos não tínhamos tantos medos ao mesmo tempo, e nunca estivemos tão socialmente distantes e isolados. Por isso as pessoas devem vir em primeiro lugar!

Sim, os negócios estão desacelerando e estamos sendo assombrados por uma grande crise financeira, então agir de forma sincera e transparente com os colaboradores, sem esconder o real cenário da empresa, é a melhor forma de garantir a confiança do seu time. Lembre-se: quem vai tirar você de uma eventual crise não vai ser o governo, tampouco os investidores ou um milagre divino, mas as pessoas que você agora tem a chance de tratar com respeito, proteção, escuta ativa e interesse genuíno.

** Por Cesar Nanci, CEO da Pulses, startup que tem soluções de clima organizacional, engajamento e performance medidos de forma contínua para apoiar líderes na gestão de pessoas.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com