Negócios em Foco

InvestFarma inicia operação com a Farmadelivery


São Paulo/SP 21/10/2020 13h09

A aquisição da companhia, anunciada pela InvestFarma em setembro último, estava sob revisão do CADE, que liberou a transação para o pleno funcionamento das atividades

Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

A Farmadelivery, uma das três principais organizações independentes de vendas online de medicamentos e cuidados pessoais do Brasil, passa a integrar as bandeiras da InvestFarma. A transação, que havia sido submetida ao CADE, foi liberada pelo órgão sem nenhuma restrição.

A aquisição da Farmadelivery reafirma o crescimento da companhia InvestFarma e abre uma nova e importante frente, com a diversificação dos canais e implantação do E-commerce. Tudo para ampliar a oferta de serviços remotos aos clientes, que cada vez mais têm expandido suas possibilidades de compra, como alternativa às lojas físicas. “Além de contribuir com a jornada de implantação da operação multicanal de toda a companhia InvestFarma, a sinergia e expertises de cada negócio e seus times especializados ajudarão a ampliar a oferta de valor para os clientes das bandeiras da InvestFarma, oferecendo melhor experiência de compra, economizando tempo e dinheiro destes consumidores”, conta o CEO do Grupo InvestFarma, Marcelo Vienna.

A companhia também ganha capilaridade, uma vez que ampliará sua atuação para todo o Brasil, além de agregar valor ao negócio, com aumento imediato esperado de 30% no faturamento. “Com esta aquisição, mas conservando o posicionamento de cada bandeira pertencente ao grupo, conseguiremos montar uma estratégia agregadora com foco total no consumidor”, explica Vienna.

O início das atividades com a Farmadelivery traz inúmeras vantagens competitivas à InvestFarma, que hoje conta com 100 lojas físicas compostas pelas bandeiras Poupafarma, Drogaria Marcelo e Drogaria Estação, e agora a Farmadelivery com sua especialidade na área de E-commerce.

Atualmente, a Farmadelivery tem um faturamento anual de R$ 150 milhões. A projeção é de que em um ano registre aumento de 50%, levando-se em consideração o crescimento de vendas de medicamentos do E-commerce, que saltou no Brasil de 1,5% para 7% do volume total, em consequência de mudanças de hábito do consumidor com a pandemia do coronavírus, segundo dados da consultoria Iqvia. “Em tempos de disseminação do Covid-19, as pessoas passaram a comprar mais itens em farmácias, fazendo o ticket médio subir 20%, mas foram menos às lojas, comprando mais pela internet e telefone”, adicionou Marcelo Vienna.

A empresa continuará seu processo de ampliação em todos os canais e de desenvolvimento de uma plataforma de operações com diversos formatos e um conceito integrado novo, de atendimento intensivo, ajudando os clientes a poupar tempo e dinheiro. “Nosso objetivo é ser a principal referência de operação do modelo “economy” no varejo de medicamentos e cuidados pessoais brasileiro, com foco prioritário no atendimento máximo ao cliente, com agilidade, mix abrangente e preços competitivos”, completou Vienna.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com