Negócios em Foco

Coopervass completa 60 anos de cooperativismo e desenvolvimento


São Gonçalo do Sapucaí-MG 09/10/2020 14h41

Coopervass: 60 anos de muitas histórias - Divulgação

Há exatos 60 anos, a pecuária leiteira predominava a atividade agrícola de São Gonçalo do Sapucaí. Mas vários produtores de leite sentiram a necessidade de fortalecer e expandir o setor, com melhores preços e formas de pagamento do produto. Assim, no dia 23 de outubro de 1960, 27 produtores rurais se reuniram e criaram a Cooperativa Agropecuária do Vale do Sapucaí.

A Coopervass nasceu com o objetivo de defender e orientar seus cooperados, e estabelecer uma relação direta entre a produção e o consumo. Dentro dos preceitos cooperativistas, esse grupo foi em busca de novas formas de conduzir os processos econômicos e comerciais para melhorar a eficiência e a lucratividade de suas propriedades leiteiras. E a ideia deu certo, pois em 2020, a Coopervass não só completa 60 anos, como comemora a expansão de seus negócios e a forte presença no Sul de Minas e na vida de seus cooperados.

O desenvolvimento da Coopervass mostra que, ao longo de seis décadas, seus dirigentes souberam criar uma cooperativa sólida. Em 2020, conta com 3 mil cooperados, sendo a quinta maior cooperativa agropecuária do Sul de Minas em número de associados e a 11ª em Minas Gerais. Possui 191 colaboradores e está entre as 50 maiores cooperativas mineiras em Receitas Totais. A sede em São Gonçalo do Sapucaí conta com loja agropecuária, armazéns de café, indústria de laticínios, fábrica de rações e central de assistência técnica. Possui filiais em oito cidades da região (Campanha, Heliodora, Jesuânia, Monsenhor Paulo, Natércia, Silvianópolis, Três Corações e Turvolândia). O Laticínio possui capacidade de beneficiamento de 100 mil litros/dia e produz queijos, iogurtes, manteiga, requeijão e doce de leite.

João Roberto Puliti, um dos sócios-fundadores da Coopervass, conta, emocionado – já que é o único dos fundadores ainda vivo -, que “se hoje estamos nas condições em que nos encontramos, é exatamente em função desse grupo que sentiu a necessidade de caminhar com as próprias pernas. Até então, dependíamos de muita gente e, com o advento das cooperativas de Machado, Varginha, Três Pontas e várias outras localidades, sentimos a necessidade de criar a nossa. Eu era um dos mais jovens naquela época, e conseguimos juntar um capital para sua criação”.

A gratidão pela história da Coopervass atravessa gerações. Cooperados e colaboradores são unânimes em retribuir por todas as coisas boas que a Cooperativa gerou em 60 anos. O cooperado Sergio Dias de Castro, produtor de café e leite na cidade de Campanha, conta que “todas as vezes que eu precisei da Cooperativa, ela me ajudou. Ela olha pra nós como parceiros e faz o máximo possível para nos ajudar. Nesses 60 anos, houve diversas diretorias e cada membro deu sua contribuição. Eu tive o privilégio de fazer parte também do conselho fiscal e pude acompanhar de perto a Cooperativa”.

Mateus Carvalho Fernandes, gerente da loja da Coopervass em Monsenhor Paulo, além de sentir gratidão, deseja que a Cooperativa se desenvolva cada vez mais. “Eu só tenho a agradecer, pois tem sido uma experiência diferente desde o primeiro momento, quando comecei como vendedor, e agora como gerente da filial de Monsenhor Paulo. Gratidão pela empresa, gratidão por todos os gestores que movimentam a empresa e a todos aqueles que tem nos dado força para trilhar esse caminho. Somente gratidão”.

Adilson Simões, colaborador da loja Coopervass na sede em São Gonçalo do Sapucaí, conta que “desde que eu me entendo por gente, eu conheço a Coopervass. Meu pai vinha fazer compras na cooperativa e me trazia. Como minha relação com a Cooperativa é longa, foi um prazer muito grande conseguir meu primeiro trabalho justamente aqui na Coopervass.”

O futuro é uma incógnita para todos os seres humanos. Mas, se depender de cooperados e colaboradores, a Coopervass terá um amanhã repleto de sucesso. “A gente vê cooperativas de outras cidades que fecharam e a Coopervass só cresce e tende a crescer muito mais. É uma conquista muito grande. Eu só espero coisas boas para o seu futuro”, diz Mateus de Siqueira Lemos, produtor de leite de São Gonçalo do Sapucaí.

Já para o produtor de leite Domingo Prado Rodrigues, a Coopervass ainda tem muito chão pela frente. “Parabenizo a Coopervass pelos 60 anos porque para chegar a esse ponto tem que ter raízes bem fortes, tem que ter solidez, comprometimento. Torço para que, a cada dia mais, a Cooperativa aumente esse comprometimento com o produtor rural”.

“Espero que a Coopervass se fortaleça cada vez mais. Que possamos progredir cada vez mais de acordo com as novas tendências e tecnologias, e que a gente continue buscando as inovações necessárias para o produtor, para que possamos sempre estar frente a frente com eles preparados e capacitados para atendê-los da melhor maneira”, completa Mateus Carvalho Fernandes.

João Roberto Puliti, que também foi membro da diretoria da Coopervass, diz que nem sempre as coisas foram fáceis e que em todos esses anos, houve muitas mudanças, da tecnologia às relações trabalhistas. Mas que a Coopervass sempre esteve atenta às inovações. “Intimamente, estou muito feliz, eu cumpri com meu dever. E mesmo em outros momentos, como por exemplo, na época em que eu trabalhei com o Aureliano Chaves e também como presidente da Camig, eu consegui muita coisa para a Coopervass e para São Gonçalo do Sapucaí”.

“Para o futuro, eu desejo que a cooperativa cresça cada vez mais, por todos os seus associados e colaboradores. Então, eu desejo parabéns e que a Coopervass continue cada vez melhor”, sintetiza Adilson Simões. E esse futuro não é difícil de ser visualizado, pois a Coopervass é fruto da lida diária de homens e mulheres competentes e incansáveis em sempre fazer o melhor por seus cooperados, pela comunidade e pela região em que atua.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com