Negócios em Foco

Conheça as causas da obesidade no trabalho e aprenda como evitá-la


São Paulo 09/06/2021 18h58

O ganho excessivo de peso está relacionado ao maior risco de desenvolvimento de doenças, como problemas cardíacos, diabetes e alguns tipos de câncer. Diante disso, a obesidade no trabalho deve ser uma preocupação das empresas que têm o foco na qualidade de vida de seus colaboradores.

Muitos profissionais passam a maior parte do dia em suas atividades de trabalho, muitas vezes, sentados diante de uma mesa de escritório. Por isso, é necessário que as organizações implementem programas para evitar o sedentarismo e para melhorar o estilo de vida das equipes, cuidando, assim, de modo efetivo da saúde do trabalhador.

Quer entender as causas da obesidade no ambiente de trabalho? Confira as explicações da Sharecare, ecossistema da saúde que combina prevenção, atenção primária, telemedicina e soluções digitais, e veja como as empresas podem lidar com essa situação:

O que é obesidade?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), obesidade é o excesso de gordura corporal que acaba comprometendo a saúde. É caracterizada quando o Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m². Nesse raciocínio, as pessoas com IMC entre 25 e 29,9 kg/m² apresentam sobrepeso e já podem notar prejuízos à saúde devido ao excesso de gordura corporal.

A estimativa da OMS para a população mundial é que, em 2025, cerca de 700 milhões de pessoas estejam com obesidade e 2,3 bilhões com excesso de peso. Já no Brasil, entre as pessoas com 20 anos ou mais, o índice de obesos saltou de 12,2% em 2003 para 26,8% em 2019, de acordo com a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por que a obesidade está aumentando nas empresas?

Os números do Brasil e do mundo acendem um alerta nas empresas, principalmente por conta da obesidade no trabalho. Mas será que existe uma relação entre um elevado ganho de peso e as atividades laborais?

Existe, já que as pessoas passam grande parte do dia na empresa, em muitas funções, sentadas. Um estudo revelou que a circunferência da cintura aumenta em 2 centímetros e o risco de problemas de saúde cresce 0,2% para cada hora a mais passada sentada depois de 5 horas.

Além disso, o fato de o colaborador estar fora de casa para fazer as refeições pode dificultar a adoção de uma alimentação equilibrada. Outro ponto é que um longo expediente pode também atrapalhar a prática da atividade física, contribuindo para o sedentarismo.

É preciso falar também dos problemas de saúde mental no trabalho, que podem ter associação com a obesidade, como o estresse e a ansiedade. Uma pesquisa apontou que adultos com estresse crônico estão mais vulneráveis a se tornarem obesos. O estudo identificou concentrações maiores de cortisol (hormônio produzido pelo organismo em situações de estresse) nos cabelos de pessoas com o IMC maior que 30.

Esse é um ponto que merece destaque maior na pandemia, já que vivemos um período mais tenso no trabalho, por isso é necessário fazer o acompanhamento da relação obesidade e Covid-19.

Qual o impacto da obesidade no trabalho?

O excesso de peso, como dissemos, pode afetar a saúde e, assim, comprometer a motivação e produtividade do colaborador. Além disso, a obesidade pode ser desencadeada por problemas de saúde mental que surgem no trabalho. Diante disso, é fundamental que as empresas tenham atenção para essa situação.

Uma pesquisa da Universidade de Cincinnati apontou que as organizações têm uma perda de US$ 1,8 mil por ano com a falta de produtividade dos profissionais que estão acima do peso. Dados do Centro para o Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos mostraram que as pessoas obesas faltam mais ao trabalho.

Considerando ainda a relação entre obesidade e o maior risco de desenvolver doenças, podemos acrescentar que esse quadro aumenta as despesas das empresas com os planos de saúde, seja com maior volume de exames, internações ou visitas ao pronto-socorro.

Como as empresas podem prevenir a obesidade no ambiente de trabalho?

Não é novidade que uma das soluções para combater a obesidade é a mudança no estilo de vida. Assim, é claro que há um componente individual na adoção de novos hábitos.

Contudo, as empresas podem ajudar nessa questão, implementando ações e programas para que suas equipes consigam ter um controle do peso e, consequentemente, mais qualidade de vida. Confira abaixo o que pode ser feito nas organizações.

Organizar campanhas de saúde

A primeira medida é organizar campanhas de saúde periódicas, com palestras e lives sobre hábitos saudáveis. Com isso, você conscientiza as pessoas sobre os perigos do excesso de gordura corporal para a saúde, encorajando-as a modificar o estilo de vida.

Promover ginástica laboral

Realizar sessões diárias de ginástica laboral também vai ajudar a combater a obesidade no trabalho. Você passa a incluir a atividade física no expediente, incentivando os profissionais a deixarem o sedentarismo de lado.

Pensar no bem-estar dos colaboradores

Os gestores devem investir também em ações voltadas para evitar problemas de saúde mental, como estresse, ansiedade e depressão. Oferecer um ambiente agradável, mobiliário adequado e horários flexíveis vão ajudar a lidar com essa questão.

Ter líderes empáticos e contar com pacotes de benefícios também vai fazer a diferença, melhorando os indicadores de bem-estar da organização.

Investir na alimentação dos trabalhadores

Direcione os esforços para a alimentação da equipe. É importante adotar um cardápio mais saudável no restaurante da empresa ou fazer parcerias com estabelecimentos próximos, que servem pratos mais equilibrados, para incentivar as equipes a se alimentarem de forma adequada.

Fazer convênios com academias

Por último, é essencial ter foco na atividade física. Como são poucas as empresas que podem ter uma academia em seu espaço, a dica é ter convênios com esses locais para que os profissionais consigam frequentá-los com algum desconto na mensalidade.

Outra medida que pode ajudar a driblar o problema da obesidade entre os profissionais é a realização da atividade física em casa com supervisão profissional online.

É preciso que as empresas fiquem de olho na questão da obesidade no trabalho, implementando ações efetivas. Além do que falamos, uma dica valiosa é se valer da estratégia de gestão da saúde dos colaboradores: conte com a Sharecare para utilizar a tecnologia de modo a identificar o perfil de cada um e, dessa forma, implementar programas personalizados de promoção e prevenção em saúde.

Sobre a Sharecare:

Sharecare é o ecossistema da saúde que combina prevenção, atenção primária, telemedicina e soluções digitais, e que entrega resultados na saúde da população e na produtividade das empresas. Fundada em 2010, nos Estados Unidos, a empresa serve a mais de 70 milhões de pessoas no Mundo. No Brasil, a Sharecare está presente desde 2016, quando adquiriu a Healthways, empresa líder em gestão de saúde populacional.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com