Negócios em Foco

Muito além do Setembro Amarelo: convênio odontológico inova e oferece teleatendimento psicológico desde início da pandemia


Recife - PE 24/09/2020 18h48

Atenta às necessidades de seus clientes, a Clin – Plano Odonto Digital adiciona novo serviço que já prestou apoio a milhares de usuários do seu App

Breno Neves, CEO da Clin - Divulgação

A Clin, primeira empresa a oferecer um plano odontológico totalmente digital no Brasil, disponibiliza teleatendimento psicológico 24 horas por dia, sete dias por semana a seus conveniados. Em setembro, mês da campanha de prevenção ao suicídio, a companhia está reforçando sua equipe de psicólogos para atender as pessoas que precisam de apoio. Embora o core business da empresa seja odontologia, no início da pandemia, a empresa encontrou uma forma adicional de oferecer conforto a seus conveniados, passando a ofertar telemedicina com atendimentos psicológico e médico, além do odontológico. De março a agosto foram registrados 7 mil teleatendimentos, dos quais 4 mil na modalidade psicológica. O acesso se dá pelo aplicativo da Clin, bastando apenas clicar no ícone relacionado ao teleatendimento psicológico para que o solicitante seja colocado imediatamente em contato com um profissional via chat.

“Nossa motivação constante é oferecer o melhor para nossos clientes. Nesse período, buscamos entender que tipo de apoio adicional poderíamos ofertar, ao invés de ficar apenas aguardando a pandemia passar. Identificamos que a melhor forma de ajudar seria criando a possibilidade de que nossos pacientes pudessem contar com um teleatendimento voltado para a saúde mental. Por estarmos passando por um período de maior isolamento, que afeta psicologicamente a todos, resolvemos disponibilizar a nossos conveniados um serviço de teleatendimento psicológico 24 horas”, explica Breno Neves, CEO da Clin - Plano Odonto Digital.

Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio iniciada em 2015. No Brasil, este é considerado um problema de saúde pública e sua ocorrência tem aumentado muito entre os jovens. De acordo com números oficiais, diariamente 32 brasileiros tiram a própria vida, em média, resultando em mais mortes do que as ocasionadas por doenças oportunistas associadas à AIDS e a maioria dos tipos de câncer. “Com a ajuda psicológica, nós podemos, e queremos, ajudar a diminuir esses números, principalmente nesse momento de pandemia que estamos vivendo”, afirma Neves.

De acordo com a psicóloga Alessandra Reis, da Clin, o momento atual de incerteza e isolamento contribui para que a tristeza encontre um cenário propício para se instalar. “Da noite para o dia tivemos que ficar em casa, sem poder nos abraçar, beijar, juntar. Somos uma sociedade extremamente sociável, que gosta de confraternizar e, quando alguma coisa impede que isso aconteça, há um impacto em nossa saúde mental”, explica.

Ela pontua que é importante estar atento aos sinais, que podem surgir tanto em si mesmo, como nas pessoas próximas, lembrando que todos estão sujeitos a se deparar com uma tristeza insistente, e que o importante é buscar ajuda o quanto antes. “Não podemos nos envergonhar de assumir nossas fragilidades. Por isso estamos disponíveis para oferecer apoio 24 horas por dia, sete dias por semana, por meio do ClinApp”, reforça a psicóloga.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com