negociosemfoco.com

O que preciso para abrir um restaurante? Veja o gerenciamento, marketing digital, equipamentos e muito mais!

O que Preciso para Abrir um Restaurante?

Imagem de Robert Owen-Wahl por Pixabay 

Em dúvida sobre o que é preciso para abrir um restaurante? Encontre aqui um guia para saber por onde começar a planejar a abertura do seu estabelecimento. 

Se você é apaixonado por gastronomia ou quer investir num negócio que sempre tem clientela, abrir um restaurante é uma boa ideia. Esse tipo de empreendimento quando bem arquitetado conta com alta demanda. Além disso, existem diferentes categorias de estabelecimentos que permitem começar com baixo capital.

Na maioria das vezes, essa forma de negócio tem a vantagem de ser uma fonte de renda para muitas pessoas. Além disso, são bastante lucrativos, tanto que, dependendo da modalidade, há empresas que faturam milhões.

Contudo, inicialmente trata-se de uma tarefa que exige uma boa dose de dedicação e esforço. Sendo assim, este texto ajudará você a descobrir por onde começar um planejamento com o que você precisa para abrir seu restaurante. Confira! 

Dicas e tópicos a serem planejados para abrir um restaurante

Para realizar a abertura de um restaurante de forma bem sucedida é importante ter um conceito bem definido, avaliar estimativas de custos, lucros etc. Assim sendo, confira a seguir várias dicas para você alcançar esse objetivo da melhor maneira possível. 

1. Licenças e documentos em dia

Apesar da documentação para abrir um restaurante ser um pouco intensa quando você sabe o que precisa, essa tarefa se torna mais simples. Então, lembre-se que é necessário criar um CNPJ através de MEI ou empresa no site da Receita Federal. Solicite junto à prefeitura da cidade onde seu negócio ficará um alvará de funcionamento.

Também é obrigatório ter um Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e Cadastro Municipal de Vigilância em Saúde (CMVS). Não pode faltar contrato de locação ou compra do imóvel, IPTU, folha espelho do IRPF, registro de compra dos alimentos, Procedimentos Operacionais Padronizados (POPs), Manual de Boas Práticas de Fabricação etc. 

2. Local onde será instalado o restaurante

Para definir o melhor lugar para abrir seu estabelecimento é preciso saber o tipo de restaurante que quer montar ou conhecer o perfil do cliente para o qual deseja vender refeições. Normalmente, os self-service fazem sucesso em locais bastante movimentados, os consumidores vão realizar compras ou trabalham na região.

Em contrapartida, os que buscam um prato feito são trabalhadores que possuem baixa renda, por isso essa forma de empreendimento costuma se fixar próximo a indústrias. Nos restaurantes de luxo, o público-alvo é composto por casais de alta renda e executivos que comem fora. No entanto, essas pessoas não estão dispostas a ir muito longe de casa. 

3. Fazer as estimativas de lucro e custo

Há muitos fatores que influenciam na rentabilidade e nas despesas que você terá ao abrir seu restaurante. Entre alguns desses aspectos estão o tipo, cardápio, localização, forma de atendimento e assim por diante. Um estabelecimento de marmitex, por exemplo, pode gerar um lucro de R$ 2500 por mês, enquanto um negócio de comida gourmet, milhões.

Contudo, é preciso criar uma estimativa para descobrir se vale a pena investir nesse setor. Basta você montar uma lista de todos os itens necessários, pesquisar o valor e acrescentar uma margem de ganho em torno de 25%. Depois, verifique se o custo está na faixa de preços praticados pelo comércio de onde seu restaurante ficará. 

4. Investimento de marketing digital, vendas e delivery

Você poderá utilizar várias estratégias de divulgação quando abrir seu restaurante, incluindo as técnicas de marketing digital. Elaborar um site ou blog otimizado com ferramentas de SEO gera a oportunidade de novos clientes conhecerem seu negócio. Graças às redes sociais também se pode encontrar uma nova clientela de forma eficiente.

Além disso, fica mais fácil tornar o público mais fiel e desenvolver uma ótima visibilidade para a sua marca. Já anúncios online contam com a vantagem de custar menos do que é preciso desembolsar por outros meios de comunicação. Sem falar que você ainda tem a opção de combinar a publicidade tradicional com a da internet. 

5. Utilizar ferramentas e software para otimização e organização

Ao abrir um restaurante será preciso existir uma atuação harmoniosa entre todos os setores para seu empreendimento virar um sucesso e a tecnologia ajuda nisso. Com um programa de gerenciamento é possível controlar estoques e faturamento no dia-a-dia. Essa organização economiza tempo e evitará desperdício de dinheiro.

Se nas mesas houver um tablet, por exemplo, que além de mostrar o cardápio seja integrado com o software da cozinha ficará mais fácil concluir pedidos dentro do tempo estimado. Geralmente, esses sistemas são pagos mensalmente, no entanto, vale a pena levá-los em consideração para entregar um serviço impecável ao consumidor. 

6. Definir qual o cardápio e tipo de atendimento

Antes de abrir um estabelecimento é essencial que você avalie todas as alternativas que tem disponível para alcançar bons resultados. Assim sendo, veja os principais tipos de restaurante que mais fazem sucesso no Brasil:

  • Self service ou comida por quilo: normalmente, nesta categoria não precisa contratar e treinar menos gente. Também há menos espaço para erros na hora de servir os pratos. Geralmente, o cardápio é limitado a uma variedade de receitas populares. Esse modelo de negócio atrai grande quantidade de clientes, pois costuma ser mais rápido e barato.

Na maioria das vezes, ele faz sucesso com trabalhadores que possuem pouco tempo para almoçar ou jantar. Por essa razão, é ideal abrir esse tipo de empreendimento perto de centros empresariais. O preço pode ser fixo independente do consumo, por quilograma ou o mais comum a cada 100 gramas.

  • Prato feito: nessa modalidade se incluem estabelecimentos que vendem uma refeição montada com ingredientes populares como, arroz, feijão, macarrão, batata, carne ou ovo  e salada preparada com alface, tomate e cebola. Ela pode ser servida em restaurantes, bares ou através de serviço de marmitex.

No caso da entrega de marmitas, o investimento inicial pode ser extremamente baixo, pois não é preciso abrir um comércio e nem contratar uma equipe. No começo, você pode desembolsar o suficiente para preparar as receitas e posteriormente, expandir. Os preços mais conta são os principais atrativos desses comércios.

  • À la carte: consiste em um restaurante tradicional no qual o cliente pode escolher entre uma ampla e variada quantidade de comida o que mais lhe agrada. Abrir um negócio nesse ramo traz um retorno maior que nos outros tipos. O cardápio não precisa ser requintado, no entanto, é importante que seja diversificado.

Entre alguns pratos que você pode oferecer estão cortes de carne, rolos de sushi, frutos do mar, comida mexicana ou qualquer alimento que dê vontade de saborear mais de uma vez. Com isso, é possível fidelizar uma clientela que compareça frequentemente e ainda recomende aos amigos.

Também é possível combinar essas formas de restaurantes ao mesmo tempo. Por exemplo, no almoço a oferta pode ser de comida por quilo e à noite servido à la carte. Então, reflita sobre suas possibilidades. 

O que Preciso para Abrir um Restaurante?
Imagem de Dorothe por Pixabay

7. Crie sua identidade visual

Uma identidade visual consiste numa estratégia de marketing que usa algum elemento gráfico, como logo, cores, formas e outros elementos para caracterizar uma marca. Ao abrir seu restaurante uma das primeiras coisas que você precisará fazer é tornar seu empreendimento notável e reconhecido no mercado com esse tipo de imagem.

Para obter um bom resultado, nessa criação considere diversos fatores, como a localização, o estilo culinário, os clientes, etc. Veja como outros restaurantes do seu segmento desenvolveram essa representação e tente buscar inspiração para realizar algo mais criativo, memorável e impactante. 

8. Estudar quais equipamentos comprar

Entender o que é preciso para abrir um restaurante envolve muitas tarefas, e uma das mais importantes é escolher o melhor equipamento para o seu empreendimento. Ter bons eletrodomésticos e utensílios não só serve para agilizar o funcionamento da cozinha, como também reflete na qualidade da comida servida.

Essa tarefa requer um investimento de dinheiro e tempo na avaliação de diferentes marcas e produtos, mas compensa no final. Com essa estratégia você não será surpreendido no pior momento pela falta de algum item. Aliás, pensando em comprar itens práticos, veja estes 10 melhores processadores de alimentos de 2022

9. Escolher o público-alvo

Onde e para quem você irá abrir seu restaurante? É importante conhecer a fundo sua clientela para oferecer o melhor serviço. É preciso entender por qual razão o consumidor vai até seu estabelecimento, em que momento preferem fazer suas refeições, que tipo prato satisfaz mais seu paladar etc.

Você pode obter essas informações realizando uma pesquisa direta ou buscar atrair seu público-alvo pelas redes sociais para saber como é o perfil dele. Assim, é mais fácil descobrir quem são, a profissão que exercem, faixa etária, gênero, localização, gostos e assim por diante. 

10. Pesquisar fornecedores

Uma vez que você saiba que tipo de restaurante abrirá, pode buscar fornecedores em sites, fóruns, redes sociais ou em anúncios online. Também tem a opção de solicitar informações nas associações de comércio da sua cidade. Perguntar a colegas ou até mesmo a funcionários de alguns estabelecimentos correspondem a outras táticas.

Depois de obter uma lista razoável de possíveis fornecedores, entre em contato com eles. Descubra se eles conseguem lidar com o volume de pedidos que seu negócio precisa, semanalmente ou mensalmente. Informe-se sobre custo de entrega, negocie o valor total e faça uma pequena compra como teste, no início. 

11. Decoração e layout do local

Estar no restaurante que você abrirá precisa ser uma experiência agradável para o cliente, assim que entrar no ambiente. Por esse motivo, é aconselhável pensar na decoração e layout para chegar a um bom resultado. Esse aspecto varia entre os comércios, no entanto, há alguns detalhes que persistem.

Por exemplo, a iluminação é adequada com a temática do estabelecimento, estoque e cozinha não chamam atenção e os músicos ficam no fundo do salão. Já a área de espera, recepção e caixas devem permanecer na entrada. Além disso, na média, o espaço entre os móveis tem que medir pelo menos 20 cm para formar um corredor. 

12. Procurar uma equipe boa

Inicialmente crie um resumo do perfil de um profissional que você quer contratar. Reflita se essa pessoa precisa ter experiência, as habilidades específicas que têm que apresentar, quantas horas ele deve trabalhar e qual o valor do salário. Feito isso, o próximo passo é divulgar e selecionar os candidatos.

Existem várias maneiras de encontrar funcionários para abrir um restaurante. Por isso, é aconselhável combinar várias estratégias para alcançar os melhores resultados. Você pode usar o boca a boca e falar com a família, amigos e colegas. Outros métodos consistem em publicar vagas na internet, fazer anúncios em jornais locais e instalar placas. 

Equipamentos e itens necessários para abrir um restaurante

Equipamentos e itens necessários para abrir um restaurante
Imagem de Guillermo de Casanova por Pixabay

Se você quer abrir seu próprio restaurante, deve começar a montar uma lista de elementos necessários para que se torne um empreendimento de sucesso. Confira estes itens para identificar o que é preciso no seu caso. 

1. Mesas, cadeiras e/ou banquetas

Geralmente, é aconselhável começar com mesas quadradas com medidas entre 75×75 cm e 90×90 cm ou redondas com diâmetro de 90 a 100 cm, pois acomodam bem até 4 pessoas. Além disso, as cadeiras devem ser resistentes, ter encosto e a altura do chão até o assento não pode passar de 45 cm.

Em relação à quantidade necessária, em média cada cliente ocupa 1,20 m², contando mesas, cadeiras e espaço para o corredor. Então, basta medir essa área no salão para saber quantos móveis você precisará para abrir seu restaurante. Também lembre-se de que de forma tem que estar de acordo com a decoração e categoria do estabelecimento. 

2. Ventiladores ou ar-condicionado

Dificilmente um cliente recusaria permanecer em um ambiente fresquinho num dia de intenso calor, porém o contrário pode acontecer no inverso dessa situação. Portanto, ao abrir seu restaurante com baixo orçamento, coloque um ventilador de teto a cada 20 m² de pelo menos 3 pás e potência de 130 W.

Por outro lado, se puder investir um pouco mais, adquirir um ar-condicionado é melhor. Esse dispositivo costuma ser mais silencioso e tem maior capacidade de refrigeração. Normalmente, um modelo com 9000 BTU de potência serve para cômodos de até 25m², mas precisa ter eficiência do tipo A, B ou C para não pesar na conta de luz. 

3. Decoração e placas de sinalização

Cada comércio tem que ser diferente, apresentar uma personalidade própria para se destacar em comparação a concorrência. Por esse motivo, inúmeros estabelecimentos procuram transmitir uma determinada mensagem através da decoração. Por exemplo, restaurantes mexicanos tem um padrão que faz parecer que o cliente viajou até ao local.

Então, pense no tipo de imagem que seu negócio precisa passar, pode ser de proximidade, festa, estar em família e outros mais. Fora isso, não se esqueça de colocar sinalização, elas garantem a segurança dos clientes e evitam problemas com fiscais. Entre elas estão as placas de saída de emergência, banheiro masculino e feminino etc. 

4. Eletrônicos para pedidos e finanças

Ao abrir um restaurante você precisa utilizar eletrônicos para oferecer um bom serviço e deixar a rotatividade de mesa mais rápida. Além disso, com os equipamentos certos é possível reduzir o desperdício de alimentos e custos de pedidos imprecisos. Com computadores há possibilidade de criar um sistema ligado ao controle de estoque.

Você também pode colocar tablets nas mesas para mostrar um cardápio digital e permitir que os clientes enviem seus pedidos diretamente para a cozinha. Se a máquina de cartão for integrada, eles até podem pagar com mais segurança e tranquilidade. Contudo, se não houver como instalar esses aparelhos um notebook e o POS é suficiente para começar. 

5. Armários para armazenamento e para os empregados

O armário tem a função de garantir a conservação de alimentos e serve ainda para guardar utensílios de cozinha e pequenos eletrodomésticos. Ao abrir um restaurante o ideal é escolher um modelo com no mínimo 3 prateleiras e 3 gavetas. Quanto mais divisórias houver, melhor será para armazenar grande quantidade de comida.

Fora isso, você precisa proporcionar boas condições de trabalho após colaboradores, incluindo um roupeiro para funcionários guardarem seus pertences com segurança. Então, dê preferência a móveis com chave, com pelo menos 8 portas. Se o material for de aço, opte por produtos com proteção contra ferrugem para assegurar maior durabilidade. 

Áreas quente fria de preparação de alimentos

Áreas quente fria de preparação de alimentos no restaurante

Imagem de Restaurant Nuovo Antica Roma, Wittenbergplatz 5 por Pixabay 

Ao abrir um restaurante é preciso separar setores para evitar contaminações. Então, seu negócio ao menos deve ter uma área para preparo de alimentos crus, finalização de pratos quentes e frios, além da seção para recebimento de louça suja e lavagem de utensílios. Uma maneira fácil de criar as repartições é através dos móveis que compõem a cozinha.

Então, para a parte de preparação da comida use uma bancada de aço inox com altura a partir de 85 cm, largura de 1 m, profundidade de 50 cm. Além disso, ela deve conter um fundo de aproximadamente 50 cm para fazer a higienização de frutas, verduras, legumes e assim por diante. 

Prateleiras para bebidas

Colocar bebidas em prateleiras bem visíveis é uma estratégia que você pode utilizar ao abrir um restaurante para aumentar o interesse no consumo de forma discreta. Os produtos que ficam presos na parede tem a vantagem de trazer um charme extra, dependendo da decoração do seu negócio.

Em locais que a procura por bebidas costuma ser frequente, é preciso optar por prateleiras de rodas que permitam carregar várias garrafas com maior praticidade e agilidade. Além dessas alternativas, existem as estantes que possuem mais divisórias e, portanto, são ideais para quem deseja armazenar grande quantidade e variedade. 

Geladeira e freezer

Ao abrir qualquer tipo de restaurante é necessário ter uma geladeira que preserve alimentos frescos. Então, para manter em bom estado itens, como ovos, legumes, ervas, frutas e pratos feitos etc. opte por aparelhos que alcancem temperaturas entre 0° e 5° C. Já carnes e certos embutidos não estragam quando o termômetro marca abaixo de zero.

Nesse caso, estão disponíveis no mercado freezers com formato vertical ou horizontal, a escolha adequada depende do espaço que você tem na sua cozinha. Antes de comprá-lo, verifique o volume de alimentos que precisará manter congelado, se for menos de 55 kg, prefira um produto com capacidade para 100 L ou mais, caso contrário. 

Anote dicas de sucesso e veja uma seleção de pequenos negócios lucrativos na internet!

Fogão industrial

Os fogões industriais com 3 m de profundidade são destinados para cozinhas pequenas, enquanto os de 5 m têm tamanho médio. Quando for escolhê-lo considere a área disponível no seu estabelecimento. Os modelos a gás possuem a vantagem de esquentar rápido e permitir mudanças bruscas de temperatura durante o preparo dos pratos.

Além disso, eles funcionam com variados tipos de recipientes, como ferro, barro, inox, etc. Por outro lado, os fogões industriais elétricos geram menos sujeira, respeitam mais o meio ambiente e exigem menos manutenção. Se as receitas do restaurante que você vai abrir não precisarem de muito calor e nem alterações no aquecimento, são uma boa opção. 

Chapa de ferro

Existem diferentes tipos de chapeiras para variadas finalidades. A escolha de uma mais fina ou mais grossa dependerá do tipo de alimento que será preparado nela. Uma chapa com espessura abaixo de 4,0 mm é útil para fazer bacon e ovos. Contudo, as carnes pedem um modelo mais grosso com medidas acima disso.

Aliás, se for usar uma chapa sanduicheira ou bifeteira com frequência, é aconselhável realizar essa tarefa com produto que tenha boa resistência e durabilidade. Quanto ao funcionamento, você pode adquirir ao abrir seu restaurante uma chapa que opere com eletricidade e é mais prática ou um eletrodoméstico a gás por um custo mais baixo. 

Forno de micro-ondas

Os micro-ondas profissionais se destacam por permitir que os alimentos sejam aquecidos de maneira mais uniforme e na velocidade adequada. A vida útil deles é maior, alcançam altas potências e são apropriados para uso intenso. Eles podem ser usados para economizar energia e tempo no descongelamento e esquentamento de pratos.

Ao abrir seu restaurante, pense como será o uso para decidir qual a melhor opção. Os micro-ondas de uso leve têm potências inferiores a 1.200 W e os mais poderosos acima de 2.000 W. Além disso, a capacidade deve ser de pelo menos 30 L para que a equipe da cozinha consiga contar com a melhor usabilidade. 

Exaustor

Um dos grandes desafios que um abrir um restaurante apresenta é a eliminação de fumaça e odores que se espalham pelo ambiente durante o cozimento. Para resolver esse dilema você pode instalar um exaustor depurador, também chamado de coifa, pendurado diretamente no teto acima do fogão, por um preço mais em conta.

Também há o de parede e o modelo sem saída, nesse caso não é preciso utilizar um tubo para expelir a fumaça para fora, porque o próprio aparelho a absorve através de uma reação química. Para saber se um produto possui a potência ideal, multiplique a área total da cozinha por 12, o resultado será a quantidade mínima de watts necessários. 

Estufas

Estufas servem para evitar que salgados fiquem suscetíveis a contaminação quando estão expostos no balcão. Atualmente, é possível encontrar produtos com 3 ou até 20 bandejas que atendam a necessidade de vários estabelecimentos. Além do mais, o funcionamento pode ser convencional e não precisar de energia, nem umidificador.

O isolamento térmico e a própria quentura dos alimentos os mantém aquecidos por um determinado período. No entanto, se você puder investir um valor um pouco maior ao abrir seu restaurante, escolha uma estufa a vapor que é movida a eletricidade e preserva o calor da comida o tempo todo. 

Fritadeira elétrica

As fritadeiras a gás atingem temperaturas mais altas, em menos tempo e são mais baratas. No entanto, os modelos elétricos se mantêm constantes e controlam melhor o aquecimento, o que é ideal para o preparo de muitas receitas. Ao escolher esse tipo de equipamento para abrir seu restaurante há produtos simples e sofisticados.

Os mais básicos e econômicos não possuem programadores, nem elevação automática da cesta e muito menos filtro de resíduos. Já os de alto nível são mais caros, mas geram mais eficiência ao trabalho e maior duração do óleo. Eles vêm com sistemas de filtração, programação de controle, mecanismos automáticos de levantamento de cestos, etc. 

Diversidade de panelas

Na hora de comprar panelas para abrir um restaurante alguns aspectos precisam ser considerados, como o tipo de comida que seu estabelecimento oferecerá. Além da quantidade de clientes que ele deve conseguir atender em média. Um empreendimento que vise preparar em torno de 60 refeições, precisa de um conjunto grande.

Por exemplo, nele terá que conter 4 caçarolas N 30, 2 leiteiras e 3 panelas N 28 e N 26. Avalie que tipo de material é mais conveniente, ferro, por exemplo, consiste num bom condutor de calor e pode ser utilizado no forno. O aço inoxidável, por outro lado, é mais fácil de limpar, já o alumínio custa menos. 

O que Preciso para Abrir um Restaurante? Veja o gerenciamento, marketing digital, equipamentos e muito mais!
Imagem de Cristie Guevara por Pixabay

Liquidificadores e espremedores de frutas

Um bom liquidificador assim como um espremedor de frutas satisfatório não deve atrapalhar a produtividade e nem a qualidade do serviço oferecido. Então, ao selecionar o melhor modelo para abrir um restaurante, considere o volume máximo em litros que seu estabelecimento precisará preparar por hora.

Para lugares onde serão feitos muitos sucos e outras bebidas, é aconselhável comprar um aparelho que tenha alta potência entre 800 W e 1.200 W. A velocidade das lâminas afeta no tipo de processamento necessário para diferentes pratos, por isso prefira os dispositivos com no mínimo 5 opções. 

Mixer e processador de alimento

Um mixer geralmente é uma pequena máquina que permite fazer shakes, sorvete, cremes e sopas.  Serve para misturar, bater e amassar alimentos até que se tornem líquidos. Ao abrir seu restaurante procure por um aparelho profissional com potência acima de 600 W. Para saber mais e ver ótimos modelos, confira os 10 melhores mixers de mão

Outro eletrodoméstico que seu estabelecimento precisa ter é um processador de alimentos que tem a função de agilizar o tempo gasto na cozinha e facilitar o preparo dos pratos. Ele rala, pica, tritura, espreme, mistura e realiza outras funções. No entanto, é importante que a potência alcance acima de 1200 W para usá-lo direto e preparar diversas receitas. 

Utensílios gerais

Qual a quantidade máxima de clientes que seu restaurante, depois que abrir, será capaz de servir de uma vez? Levando esse número em consideração, você pode localizar faqueiros e jogos de copos que atendam a essa demanda. No entanto, fique atento ao material do cabo, madeira e inox com proteção contra ferrugem são as melhores alternativas.

Já a equipe da cozinha não pode ficar sem um conjunto de facas de tamanho variado de 15 até 30 cm. Também não se esqueça de adquirir uma espátula vazada, espátula raspadora, pegador, colher reta, colher vazada, concha, fuê e abridor. Também é importante ter um kit com potes herméticos de vários tamanhos com 15 ou mais unidades. 

Descartáveis e produtos de limpeza

Conforme o tipo de restaurante que você irá abrir será preciso também no dia-a-dia adquirir itens descartáveis. Alguns exemplos desses produtos que seu estabelecimento pode necessitar são marmitex, talheres, papel toalha, guardanapos, embalagens, copos, bandejas e assim por diante.

Além disso, não se esqueça dos materiais de limpeza que são essenciais para prevenir contaminações no ambiente. Essas ferramentas correspondem a um aspirador de inox, esfregão de chão, baldes, panos, etc. Além disso, não podem faltar produtos químicos, como desengordurante, desinfetante, limpador de vidro e outros. 

Itens do banheiro

Se você for abrir um restaurante que trabalhe, por exemplo, com menos de 60 refeições por dia, precisará de banheiros masculinos e femininos de 2 sanitários, 2 pias e 1 mictório. Esses espaços ainda terão de estar equipados com papel higiênico, lixeiras com sacos plásticos e sabonete líquido.

Os clientes poderão secar as mãos em toalhas de papel ou em secadores elétricos de ar quente. No caso de você usar lenços descartáveis, também coloque outro cesto para jogar lixo no recinto. Instalar um purificador de ar ou exaustor no ambiente da mesma forma é importante para evitar que maus odores invadam o salão de refeições. 

Planeje as coisas para abrir um restaurante sem complicações!

Um restaurante é um tipo de estabelecimento que, na maioria das vezes, sempre tem demanda, mas você precisa se preparar para abrir o seu. Então, em primeiro lugar, defina o padrão de serviço e as características que seu negócio terá. Lembre-se que é importante planejar e verificar os espaços que tem disponível.

Uma vez que tiver essas informações estabeleça com quantas refeições conseguirá preparar por dia e a partir daí, liste os itens essenciais para começar as atividades. Assim, quanto menos aspecto deixar ao acaso, maior será a eficiência na utilização dos recursos, mais precisos serão os processos e melhor será o serviço que você oferecerá no final.

No Posts Found!

Categories

  • All Post
  • AgroBusiness
  • Economia
  • Franquias
  • Gestão
  • Indústrias
  • Negócios
  • Others
  • Startups
  • Tecnologia
  • Turismo
    •   Back
    • Empreendedorismo
    • Abrir uma empresa
    • Plano de negócios
    • Contabilidade/Finanças
    •   Back
    • Financiamentos
    • Empréstimos
    • Cripto
    •   Back
    • Ideias de Negócios
    • Negócios online/Ganhar dinheiro na internet
    • Franquias
    • MEI
    • Pequenas Empresas
    • Dicas